A ISA CTEEP foi criada em 1999 a partir da divisão dos ativos da estatal paulista Companhia Energética de São Paulo (CESP), dentro do programa de privatização do governo estadual. Mais tarde, em 2001, a ISA CTEEP incorporou a Empresa Paulista de Transmissão de Energia Elétrica (EPTE), resultante do desmembramento da Eletropaulo.

Em 2002, a adesão ao Nível 1 de Governança Corporativa da Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA) fez a ISA CTEEP entrar para a história do setor elétrico paulista como a primeira empresa comprometida com altos padrões de transparência na divulgação de suas informações.

A privatização ocorreu em 2006 em leilão público promovido pelo governo paulista na BOVESPA. Na ocasião, o Grupo ISA conquistou o controle da Companhia, adquirindo 50,1% das ações ordinárias (com direito a voto). No mesmo ano, a ISA arrematou, em leilão promovido pela ANEEL (órgão do governo federal responsável pela regulação do setor) a concessão para construir a linha de transmissão Neves 1-Mesquita, que passa por 14 municípios mineiros, entre as cidades de Contagem e Ipatinga. Esse empreendimento dá origem à subsidiária Interligação Elétrica de Minas Gerais (IEMG).

Um ano depois, em 2007, a participação do Grupo ISA daria um salto para 89,4% das ações ordinárias e 37,5% do capital total da ISA CTEEP.

Nessa época, com a proposta de se reestruturar e de consolidar sua trajetória de crescimento sustentado, a Empresa participou de leilão público promovido pela ANEEL e venceu o lote de concessão de transmissão que interliga os Estados de Tocantins, Maranhão e Piauí, com 720 quilômetros de linhas. A implantação e a operação do novo empreendimento ocasionaram a criação da Interligação Elétrica Norte e Nordeste (IENNE).

A Empresa aumentou sua participação no setor novamente em 2008, com a aquisição de sete lotes em novos leilões da ANEEL. Ampliou, assim, suas atividades para seis estados, incluindo a entrada na Região Sul e a consolidação no Sudeste. Eram criadas a Interligação Elétrica Sul (IESUL) e a Interligação Elétrica Pinheiros (Pinheiros). Entre os empreendimentos de destaque naquele ano, teve início o da Interligação Elétrica do Madeira (IE Madeira), que conecta a energia gerada pelas usinas no Rio Madeira, em Rondônia, ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Um ano mais tarde, em 2009, seria a vez da participação em um novo leilão dar origem à subsidiária Interligação Elétrica Serra do Japi, em São Paulo.

No âmbito organizacional, a Companhia teve importantes marcos em 2009, quando estabeleceu sua política de Responsabilidade Social Empresarial (RSE), e em 2011, ao lançar seu Código de Ética, que reforça a transparência no relacionamento com seus públicos.

Enquanto isso, no campo operacional, surgia a Interligação Elétrica Garanhuns (IE Garanhuns), criada em função de projetos no Nordeste, e, em 2012, era adquirida no Espírito Santo a Evrecy. A ISA CTEEP completava assim sua atuação em 16 estados.

No fim do mesmo ano, era firmado com a ANEEL a prorrogação do principal contrato de concessão da Companhia, dando início a mais 30 anos de concessão em serviços de transmissão de energia.

Em 2013, entra em operação a linha de transmissão da IE Madeira, maior linha de transmissão de corrente contínua do Brasil, com mais de 2.300 quilômetros de extensão. Nesse mesmo ano, a ISA define uma nova estratégia empresarial, com foco para 2020 – e a ISA CTEEP redefine sua missão para enfrentar novos desafios e alcançar mais e mais sucesso em sua trajetória.

LINHA DO TEMPO

 

1999

A ISA CTEEP é criada com ativos de transmissão da CESP

 

2001

Incorporação da EPTE com ativos de transmissão da Eletropaulo

 

2002

Adesão ao Nível 1 de Governança Corporativa da BM&FBOVESPA

 

2006

Privatização – a ISA torna-se nova controladora; expansão para 16 estados brasileiros, fruto de participações em leilões e aquisições

 

2012

Prorrogação do Contrato de Concessão nº 059/2001 com a ANEEL, iniciando um novo ciclo para seus negócios

 

2013

Início da operação da linha de transmissão da IE Madeira e conclusão das obras; Grupo ISA lança Visão 2020, com foco em rentabilidade e eficiência operacional

 

2015

Início da operação das linhas de transmissão da IE Garanhuns

 

2016

Completam-se 10 anos que a ISA adquiriu o controle acionário da ISA CTEEP

 
Clique sobre os estados do mapa para visualizar as subsidiárias
Selecione o estado para ver as subsidiárias.

Rondônia

Mato Grosso

Rio Grande do Sul

Santa Catarina

Paraná

São Paulo

Mato Grosso do Sul

Maranhão

Piauí

Espírito Santo

Minas Gerais

Tocantins

Goiás

Alagoas

Pernambuco

Paraíba

 

ISA CTEEP EM NÚMEROS

9 companhias
16 estados de atuação
1.600 colaboradores
18.468 km de linhas
121 subestações
25.807 km de circuitos
55.687 MVA de capacidade de transformação

Atualizado em 28 de junho de 2016.